Data center submarino entra em operação
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - segunda-feira, dezembro 10, 2018
Consulte nossos conteúdos
Data center submarino entra em operação
Ideia de submergir servidores no fundo do mar visa economizar energia com resfriamento

Data center é preso a uma base triangular de lastro que fica no fundo do mar (Foto: Scott Eklund/Red Box Pictures)

A Microsoft anunciou na última terça-feira (5 de junho) que o seu primeiro data center submarino entrou em operação. A empresa vinha trabalhando nesse projeto conhecido como Natick há muitos anos, mas, até agora, só havia feito testes com máquinas experimentais. O data center que a empresa submergiu na costa da Escócia é o primeiro a se integrar de fato à sua estrutura comercial de computação em nuvem.

O equipamento colocado no fundo do mar conta com 12 conjuntos com um total de 864 servidores, os quais precisam de cerca de 1 megawatt de eletricidade para funcionar. Toda a energia que utilizam para funcionar vem de fontes renováveis, como produção solar, eólica e até gerada através das ondas do mar.

Ele foi montado e testado na França, e levado em um caminhão-plataforma para a Escócia, onde foi anexado a uma base triangular de lastro para ser implantado no fundo do mar. No dia da implantação, os ventos estavam calmos e o mar se achatava sob uma espessa camada de neblina, cita o texto de John Roach, que escreve sobre Pesquisa e Inovação na Microsoft.

Segundo ele, o data center foi rebocado para o mar parcialmente submerso e suspenso por guinchos e guindastes entre os pontões de uma barcaça de pórtico tipo catamarã. No local da implantação, um veículo operado remotamente recuperou um cabo contendo fibra ótica e fiação de energia do fundo do mar e o levou até a superfície onde foi verificado e conectado ao data center, e ele foi ligado.

A tarefa mais complexa do dia foi baixar, passo-a-passo, o data center e o cabo de 35 metros até o leito rochoso do mar. A tripulação marinha utilizou dez guinchos, um guindaste, uma barcaça de pórtico e um veículo operado remotamente que acompanhou o data center em sua jornada.

Assim que chegaram ao fundo do mar, os grilhões foram soltos, cabos de guincho foram levados para a superfície e o controle operacional de Northern Isles passou para a estação costeira.

A equipe do Projeto Natick reúne-se em uma barcaça amarrada a uma doca nas Ilhas Orkney, na Escócia, em preparação para implantar o data center no fundo do mar. Da esquerda para a direita, Mike Shepperd, engenheiro sênior de P&D, Sam Ogden, engenheiro de software sênior, Spencer Fowers, membro sênior da equipe técnica, Eric Peterson, pesquisador, e Ben Cutler, gerente de projetos (Foto: Scott Eklund/Red Box Pictures)

A Microsoft resolveu submergir seus servidores no fundo do oceano para economizar energia com resfriamento. Assim, seus data centers consomem muito menos eletricidade, precisam de menos manutenção e se tornam mais sustentáveis. Como o fundo do mar é normalmente mais gelado que a superfície, especialmente na costa de países mais ao norte da Europa como a Escócia, a água serve como um elemento de resfriamento natural para os servidores.

Tudo o que foi aprendido com a implantação - e as operações durante o próximo ano e na eventual recuperação - permitirá aos pesquisadores medir suas expectativas em relação à realidade da operação de data centers subaquáticos no mundo real.

Engenheiros ajustam racks de servidores da Microsoft e infraestrutura de sistema de refrigeração para o data center do Projeto Natick, em Northern Isles, na unidade do Naval Group em Brest, na França. O data center tem as mesmas dimensões de um contêiner ISO de 12 metros de comprimento vistos em navios, trens e caminhões (Foto: Frank Betermin)


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044