Cuidados para não entrar numa fria (ou quente)
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - sábado, janeiro 20, 2018
Consulte nossos conteúdos
Cuidados para não entrar numa fria (ou quente)
A importância da manutenção do ar-condicionado no verão, visando maior vida útil dos equipamentos e economia de energia

Vinte e quatro graus é a temperatura recomendada pela OMS (Organização Mundial da Saúde) para ambientes climatizados em qualquer estação do ano, mas, para que seja efetivo ao que se propõe, é necessário que esteja em funcionamento de acordo com as normas e padrões de qualidade. A utilização de sistemas de ar condicionado sem os devidos cuidados, com temperaturas muito frias ou inadequadas, é prejudicial tanto à saúde dos ocupantes dos ambientes, quanto à vida útil do equipamento, pois pode gerar sobrecargas e excessos de consumo de energia elétrica.

Para o Eng. Arnaldo Lopes Parra, especialista da área de ar condicionado da Associação Brasileira de Refrigeração, Ar-condicionado, Ventilação e Aquecimento (ABRAVA), a chegada da estação mais quente do ano, é oportunidade para os proprietários dos imóveis realizarem os serviços de manutenção e atualização de seus sistemas de climatização, a fim de assegurar ambientes com boa qualidade do ar, ampliar a produtividade e garantir o bem-estar dos ocupantes destes ambientes.

Confira algumas dicas para o melhor desempenho do ar-condicionado com a chegada do verão:

  • Manter a temperatura em 24ºC (indicada pela OMS - Organização Mundial da Saúde), em conformidade com a Portaria 3.523/98 e ANVISA RE-09, evitando temperaturas muito abaixo ou mesmo muito acima, como forma de ampliar a vantagem do ar condicionado como fator de aumento da produtividade e bem-estar dos ocupantes dos recintos climatizados;
  • Limpeza dos componentes: Filtros de ar, trocadores de calor, ventiladores, gabinetes e acessórios: a manutenção assegura uma operação do sistema livre de problemas. Técnicos treinados e capacitados estão aptos a manter os sistemas de climatização em condições ideais de funcionamento, proporcionando um ambiente equilibrado quanto a temperatura, umidade, pureza e velocidade do ar;
  • A Portaria 3.523/98 e a RE-09 da ANVISA determinam a existência de periodicidades mínimas a serem observadas para alguns componentes do sistema, que são classificados como pontos disseminadores de poluentes. A saber: bandeja de condensado, filtros de ar, serpentinas, ventiladores, salas de máquinas, umidificadores e tomada de ar externo (TAE). Para filtros de ar, caso sejam descartáveis, o período máximo de uso independentemente da saturação é de 90 dias;
  • Equipamentos operando com eficiência e equilíbrio no consumo de energia, garantem a longevidade dos equipamentos, qualidade do ar de interiores adequada, e também a economia de até 50% de energia se comparado com sistemas sem a devida atenção de manutenção preventiva.

Manutenção de Sistemas de Climatização

Os procedimentos de Manutenção para os sistemas de Climatização, podem ser divididos em três categorias, tais como Preventiva, Corretiva e Preditiva.

Preventiva - Momento em que os procedimentos são previamente planejados e ações técnicas necessárias à garantia de desempenho e de durabilidade dos equipamentos, que evitem ou minimizem a possibilidade de interrupção da solução, garantindo a substituição de peças, ajustes e reparos previstos nos manuais e normas técnicas especificadas pelo fabricante.

Corretiva -  Procedimentos não agendados e sob demanda, destinados a recolocar os equipamentos em seu perfeito estado de uso.

Preditiva - Procedimentos de análise de parâmetros dos sistemas, tais como temperaturas, pressões, vibrações, correntes que, uma vez combinados, levem a uma interpretação do funcionamento e previsão de quebra ou vida útil de máquinas e componentes, permitindo aprimoramento da manutenção preventiva.

A ABRAVA em conjunto com outras entidades do setor, reconhece e tem se movimentado a favor da aprovação do Projeto de Lei 7.260 do PMOC - Plano de Manutenção e Controle para sistemas de climatização, que estabelece que todos os edifícios de uso coletivo com sistemas de condicionamento de ar sigam diretrizes que garantam a qualidade do ar interno.


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044