Exemplo a ser seguido
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - segunda-feira, outubro 16, 2017
Consulte nossos conteúdos
Exemplo a ser seguido
Envolvido com Facilities desde a graduação, Mauro Sérgio Kyriazi Campos construiu uma carreira sólida e de sucesso.

A experiência fruto dessa jornada e seu jeito genuíno de estabelecer empatia com as pessoas o credenciam agora a estrear (merecidamente) a Diretoria de Melhoria Contínua na Firmenich


Mauro Sérgio Kyriazi Campos, Diretor de Melhoria Contínua na Firmenich

Nesses 17 anos, a INFRA sempre trabalhou pela importância e valorização da atividade de Facilities. Essa bandeira inclui estimular que os profissionais do segmento enxerguem e atuem de maneira a assumir sua posição estratégica dentro das empresas, sendo reconhecida inclusive pela alta direção.

Nesta edição, para ratificar essa missão, trazemos como Profissional Destaque Mauro Sérgio Kyriazi Campos. Com 45 anos, esse Engenheiro Civil com MBA em Gerenciamento de Facilidades envolveu-se com a atividade de FM já durante a faculdade e nunca mais a deixou. Sua vocação pela área de serviços e o fato de gostar muito de ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos o credenciaram a construir uma carreira bem-sucedida que agora culmina em assumir a Diretoria de Melhoria Contínua na multinacional suíça fabricante de aromas e fragrâncias, Firmenich. Acompanhe nos principais trechos desse bate-papo o que envolve o escopo dessa nova diretoria, além dos desafios de Campos para chegar aqui e os conselhos deixados para aqueles que pretendem seguir na carreira. Boa leitura!

Como foi seu ingresso na carreira de Facility Management?

Foi um processo bem natural, pois durante a faculdade eu já estava atuando em manutenção predial dentro da Cidade Universitária [Campus USP, em São Paulo] e meu primeiro emprego foi realmente nessa função. Daí em diante o processo de assumir outras disciplinas dentro da edificação e abarcar toda a instalação foi muito rápido. Logo as coisas fizeram sentido, sempre tive uma vocação para serviços, sempre gostei muito de ajudar as pessoas a alcançar seus objetivos e o FM tem muito disso, trabalha para que os demais possam atingir sua excelência.

Antes de falarmos sobre essa nova posição, nos atualize sobre a Firmenich.

Trata-se de uma indústria suíça com 120 anos no mercado que atua no ramo químico, produz aromas e fragrâncias que entram na formulação de uma infinidade de produtos presentes no cotidiano de todos nós. É um B2B que possui instalações fabris, laboratórios de desenvolvimento e escritórios em várias partes do mundo para atender seus clientes. No Brasil, está presente há 64 anos. Possui uma fábrica em Cotia/SP (própria) e um complexo de laboratório e escritórios (built to suit) também bem próximo dali. Atualmente são 400 funcionários.

Antes de assumir a Diretoria de Melhoria Contínua, você atuou por cinco anos como Diretor de Facilities. Quais eram suas principais responsabilidades?

Como Ex-diretor de Facilities (Workplace Solutions) para a Firmenich na América Latina, eu era responsável por seis edifícios entre fábricas e laboratórios distribuídos pelo Brasil, Argentina, Colômbia e México. As principais responsabilidades eram a administração do portfólio de real estate, novas construções e projetos de investimentos, manutenção predial, workplace, environment, limpeza, segurança, frota, licenciamento predial e relacionado ao business, além de serviços como motoboy, bebidas quentes, restaurante e lanchonete etc.

O que você aprendeu nesse período?

Administrar todas essas disciplinas e manter contato constante com os usuários finais me permitiu enxergar que, por trás de alguém que demanda um serviço, existe sempre o negócio da companhia que não pode parar. Muitas vezes, o usuário final tem dificuldade de dizer o que sente e porque precisa de determinado serviço ou produto. Mas, seguramente, o departamento de Facilities é essencial para o sucesso da empresa e, muitas vezes, não nos damos conta disso. Acreditamos que estamos limpando banheiro, quando na verdade estamos tornando o ambiente melhor e mais produtivo; pensamos consertar o ar condicionado, quando na verdade o resultado é um ambiente mais saudável, onde as pessoas conseguem produzir com excelência para clientes que demandam alta performance.

Poderia compartilhar um desafio que conseguiu superar e/ou case de sucesso que acha relevante?

Acredito que temos um case de sucesso quando conseguimos antecipar a demanda dos usuários, quando seu planejamento e decisão resolvem um problema antes daquilo se tornar um impeditivo ao desempenho de uma atividade do negócio. Isso, na minha visão, já é um case de sucesso. A dor de cabeça evitada é muito mais significativa do que qualquer emergência que precisa ser controlada depois de ocorrida.

A Diretoria de Melhoria Contínua já existia dentro da Firmenich?

Não. A decisão de criá-la foi baseada em nossa pesquisa interna de satisfação dos usuários e no sentimento ao conversarmos com o top management da empresa. Tudo na vida deve melhorar e é preciso se preparar e lançar mão de recursos para isso acontecer.

O que significa estar à frente dessa diretoria, de maneira pioneira?

Muito instigante! Quando conversei com meu chefe sobre isso, ficou evidente que precisávamos de alguém na organização global que pudesse sair da operação diária (que te consome cada minuto!) para se dedicar a aperfeiçoar o que estamos fazendo. Envolve a maneira como nos relacionamos com nossos usuários, a forma como entregamos nossos serviços e a estratégia para poder responder à necessidade de crescimento do core business. Por isso, estar à frente dessa diretoria, é ajudar todo o departamento a encontrar o seu melhor, repensar o que faz, mudar a maneira como somos vistos internamente. É uma tremenda mudança de paradigma, vai demandar muito fosfato.

Qual é a abrangência do cargo e escopo de trabalho?

É mista. Trata-se de um cargo estratégico, sem dúvida. Uma parte está relacionada ao plano-piloto de desenvolver melhorias para a América Latina e, em paralelo, realizar um apanhado global dentro da área, buscando compartilhar melhores experiências internas e externas em todos os países onde atuamos.

Quais características acredita possuir para fazer a diferença nessa posição?

Continuo apaixonado por Facilities como sempre. Meu desejo de fazer tudo bem feito me impulsiona. A automotivação faz parte de mim. Penso que essa é minha força. Sei me virar sozinho e para iniciar algo novo, trilhar um caminho ainda não trilhado requer esse espírito de aventura! E isso eu tenho de sobra!

Mesmo assumindo essa nova Diretoria, você permanece responsável por Real Estate para América Latina e também por investimentos dentro de Facilities, correto?

Sim. Temos vários projetos acontecendo e para não perder a continuidade, decidimos que ainda responderei pelas transações em Real Estate por mais um tempo. Os projetos desse ano fiscal também continuam comigo para que possamos concluí-los como planejei.

De que maneira a sua área trabalha/contribui para o sucesso do negócio da Firmenich?

Como diz um amigo, Marcos Maran, o edifício não funciona sozinho. Na Firmenich não seria diferente. A área pela qual respondo, GWS - Global Workplace Solutions - contribui para o sucesso do negócio ao manter todas as atividades de gestão relacionadas ao edifício em perfeito sincronismo com as necessidades dos usuários. A relação não deve (e não pode) em momento algum ser um obstáculo às tarefas. Ninguém precisa saber como o ar condicionado funciona ou se pagaram ou não a conta de luz, mas tudo isso tem que estar lá, funcionando, e isso é o real papel do Facilities. O mesmo acontece com o desenvolvimento de um layout corporativo, que deve estar alinhado às demandas das novas gerações que chegam ao escritório, de maneira a proporcionar um ambiente produtivo, receptivo, colaborativo, que incentive a criatividade e a inovação.

Na sua opinião, o que falta para que os profissionais da área de Facility Management alcancem uma posição mais estratégica nas companhias?

Melhor educação em alguns sentidos: no quesito formal de escola, no conhecimento do que é o FM, além do envolvimento do top management da companhia, a fim de demonstrar as vantagens de contar com uma área organizada profissionalmente. Muitos executivos no C-Level das empresas não fazem ideia do escopo de seus FMs, e talvez nem saibam o nome dessa profissão. Enfim, falta a gente se mostrar mais e se vender melhor dentro das corporações.

Como é o seu dia a dia? Você viaja muito?

Nos últimos cinco anos, meu dia a dia vem sendo de muitas reuniões. Tudo é fruto de um grande acordo, pois sem a participação de todos os interessados nada avança na companhia. Viajo muito para os demais países onde a Firmenich possui operação tanto na América Latina como na Europa e nos Estados Unidos. É o momento para participar da tomada de decisões e cooperar. Chegar ao consenso é o lema. Atualmente, viajo todos os meses para acompanhar projetos e estar próximo dos meus clientes internos; eles valorizam muito isso, sabem que estou deixando a família, horas de aeroporto, avião etc., e procuram contribuir sendo bastante receptivos.

Quais conselhos daria a um profissional que pretende seguir a carreira de FM e galgar uma posição de destaque como a sua?

Se é que posso deixar um conselho, diria que ser humilde, ser honesto, primeiro consigo mesmo depois com os outros, e sempre seguir em frente. É o que me fez chegar até aqui. De forma geral, a humildade atrai pessoas, elas verão você como um igual e não como alguém que tenta se impor por um cargo, um status hierárquico ou qualquer coisa efêmera como essa. Eles vão acreditar em você e dar credibilidade quando falar. Mas isso tem de estar gravado no seu coração. São valores, não modismos.

O que significa ser honesto consigo mesmo?

É fazer e falar aquilo que você acredita, baseado em valores sólidos e não somente para agradar seu chefe ou colegas. É uma atitude que leva tempo, mas é muito mais duradoura se comparada àquele que concorda com tudo só para não ser rotulado. Em paralelo, essa postura também cobra seu preço, pois algumas pessoas vão te detestar e se afastarão. Por último (e não menos importante) é preciso seguir em frente. Somos espíritos em uma jornada de evolução, uma vez que estamos nisso há muito tempo e ainda permaneceremos por muito mais. Dessa maneira, porque se desesperar ou se alarmar demasiadamente? Tudo passará, tanto o pior como o melhor. Então, siga sempre seu caminho, deixe de lado as rusgas da mágoa, perdoe seus colegas, não se prenda a picuinhas, fofocas, maledicências, siga em frente, aconteça o que acontecer. Assim você chega a algum lugar que é bom pra você. Se for um cargo melhor, ótimo, se for outra coisa, também. E agradeça por isso!

E a vida pessoal? É quando você recarrega as energias?

Missão para mim é progredir, evoluir meu espírito sempre e o trabalho e a família são os locais certos pra isso acontecer. O trabalho porque tem o desafio intelectual e a família pelo desafio moral. Gosto mesmo disso e também de explorar, desbravar coisas novas e ambos oferecem muito disso, o tempo todo! Tenho três filhos e sou casado há 21 anos com a mesma mulher. Sou muito satisfeito e feliz.

COMENTÁRIOS de usuários do site


Claudio Alves - Postou em 18/08/2017
Macae - RJ | mrklauss1@gmail.com

Excelente entrevista e bem desafiadora tb. A posição em si ja e um grande desafio e fico contente em ver que ja estamos conquistanto posições de destaque a nivel nacional, visto que na Europa e nos EUA, os FM ja são uma realidade e muito valorizados. Parabens...


Camila Freitas - Postou em 29/05/2017
São Paulo - SP | camilafreitas.ribas@gmail.com

Ótima entrevista! Conheci o Mauro no Congresso INFRA SP, a palestra foi excelente, e lendo essa entrevista agora tive certeza do ótimo profissional que ele é. Sucesso!!


Jinvison gomes - Postou em 03/04/2017
São Paulo - SP | jinvisongomes@gmail.com

Realmente entrevista sensacional,um grande líder merece tudo é muito mais me orgulho de trabalhar aí seu lado um grande exemplo a seguir.


Luciano Luizetto - Postou em 20/03/2017
Sao Paulo - SP | luizetto@centroempresarialsp.com.br

Ótima entrevista! Ótimo profissional e pessoa! Ler esta matéria faz bem a todos os FMs.


Cláudio Mundim - Postou em 13/03/2017
Uberlândia - MG | claudio.c.mundim@monsanto.com

Excelente entrevista e parabéns aos envolvidos da INFRA pelos conteúdos e assuntos abordados que são muito importantes para todos que atuam na area e outros para conhecerem melhor sobre.


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2017 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044