Confira os números de acidentes de trabalho
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - quarta-feira, outubro 17, 2018
Consulte nossos conteúdos
Confira os números de acidentes de trabalho
Que são maiores do que os divulgados

Recentemente, a Pesquisa Nacional de Saúde 2013 (PNS) mostrou que os números reais são quase sete vezes maiores do que os publicados pela Previdência Social no Anuário Estatístico. O último exemplar do Anuário contabilizou cerca de 717 mil acidentes, já a PNS revelou que são quase 5 milhões de casos.

Pela primeira vez, o Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério do Planejamento, IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas) e com a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz), realizou uma pesquisa sobre os dados referentes a acidentes do trabalho no Brasil. A PNS demonstrou números assustadores sobre os trabalhadores.

“Outro agravante é que a estatística não contabilizou os óbitos. Os números tendem a ser maiores ainda”, ressalta a engenheira de segurança do trabalho, Marcia Ramazzini. A pesquisa ainda trouxe à tona um grave problema do país, a notificação inadequada das ocorrências, devido a falta de registros do CAT (Comunicado de Acidentes de Trabalho).

Segundo o Ministério da Saúde, a pesquisa foi realizada devido a precariedade de informações a respeito de acidentes do trabalho no país. O critério adotado pelos pesquisadores utilizou modalidades totalmente diferentes. Enquanto a pesquisa realizada pela Previdência baseia-se nos CATs, o Ministério da Saúde esteve de porta em porta. “Independentemente dos critérios de avaliação, os números de acidente no Brasil são inadmissíveis e no final quem paga a conta somos nós”. A próxima edição da pesquisa já está marcada e será realizada em 2018.

Marcia Ramazzini afirma que o Ministério do Trabalho deveria fazer um trabalho mais proativo, porém faltam recursos humanos e materiais. “As empresas devem estar conscientes e serem incentivadas, principalmente do ponto de vista fiscal, para que cumpram as normas. Os funcionários devem exigir ambientes saudáveis e entender que, por melhor que seja a indenização, não há valor para justificar a morte”.

Números

De acordo com a pesquisa, o maior índice de acidentalidade foi de 36,4% registrado no Sudeste e o menor foi de 8,7% no Centro Oeste. Homens são a maior parte das vítimas, 70,5%, e a faixa etária dos que mais se acidentam é a de 18 a 29 anos. Lideram o ranking, as pessoas de baixa escolaridade.

Já os acidentes de trajeto – os quais referem-se à locomoção residência x trabalho e vice-versa, apresentaram o altíssimo índice de 1,4 milhões, diferentemente dos dados apresentados pela Previdência que em 2013 apontaram 111.601 casos.

Para a engenheira, a principal causa dos acidentes é a falta de prevenção e de conscientização das partes: estado, empresas, sindicatos e funcionários. “Enquanto não houver uma conscientização, enquanto não se trabalhar com prevenção, teremos a cada ano aumento nos indicadores”.

Caracterizados em dois tipos: atos inseguros, causados por ações inadequadas do próprio funcionário ou condições inseguras, quando ocorre por falta de segurança apropriada no local, geralmente, o acidente acontece em atividades rápidas que são realizadas cotidianamente.

“Os programas comportamentais desenvolvidos pelas empresas devem começar da alta direção até o chão de fábrica. Se não houver comprometimento, não há resultados. A redução de acidentes só ocorre com a realização de um trabalho entre todos os setores. Cada um deve fazer a sua parte e cumprir corretamente o seu papel”, finalizou a engenheira.


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044