Dia do Porteiro
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - segunda-feira, dezembro 10, 2018
Consulte nossos conteúdos
Dia do Porteiro
Você conhece as diferentes funções de um porteiro e um vigilante?

É muito comum a confusão com as funções do porteiro e de um vigilante. Mas é preciso recordar que elas são bastante diferentes. Por este motivo, a Security Vigilância Patrimonial aproveita o Dia do Porteiro, comemorado em 9 de junho, para esclarecer as principais diferenças entre as duas funções:

 

PORTEIRO

VIGILANTE

Sua função é controlar o ingresso de pessoas, veículos, bens ou correspondências no edifício ou empreendimento. Sendo assim, ele é responsável por observar e monitorar a entrada, não sendo de sua responsabilidade a segurança do patrimônio ou prestação de outros serviços.

Sua função é a segurança do patrimônio. A atividade é regulamentada pela Lei 7.102/83, Decreto 89.056/83 e por portarias do Ministério da Justiça. O vigilante deve ser habilitado e possuir preparo para enfrentar diversas situações de perigo, como agir ao perceber atividades suspeitas no local, o ingresso de pessoas estranhas, técnicas de abordagem e proteção de patrimônio. Os requisitos incluem formação mínima na quarta série do primeiro grau e certificado no curso de formação de vigilantes.

Se o porteiro afastar-se da portaria o condomínio ficará vulnerável à entrada de pessoas estranhas. Assim, é incompatível a realização das duas funções (porteiro e vigilante) por uma só pessoa.

 

Ao porteiro não é permitido impedir ou inibir a ação criminosa, com a finalidade de proteger os bens materiais.

Essa função é exclusiva ao vigilante.

Em horários de almoço ou intervalos necessários o porteiro poderá ser substituído por outro porteiro, recepcionista e até um vigilante do posto, desde que em curto espaço de tempo e sem comprometer o sistema de segurança contratado.

Um vigilante, qualquer que seja o motivo de sua ausência, só poderá ser substituído por outro vigilante.

O termo “ronda” pode ser usado nas duas funções. No entanto, a ronda realizada por um porteiro deve ter a finalidade de averiguar a regularidade dos veículos dentro das áreas demarcadas no estacionamento, apagar luzes eventualmente esquecidas no escritório ou desligar computadores, desde que não tenha a função de garantir a segurança patrimonial.

O vigilante, quando em ronda, tem a função de certificar-se que o perímetro vigiado está em segurança em relação ao patrimônio e eventuais ações criminosas.


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044