Vila Mariana ganha seu terceiro parklet
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - domingo, fevereiro 18, 2018
Consulte nossos conteúdos
Vila Mariana ganha seu terceiro parklet
O espaço de convivência está em frente à sede do Secovi-SP

São Paulo tem, atualmente, 20 parklets instalados na cidade e mais 22 em fase de aprovação nas subprefeituras. Somente na Vila Mariana, bairro em que está a sede do Secovi-SP, são três espaços de convivência. Um deles, inclusive, foi doado à cidade pelo Sindicato e, no dia 28 de abril, recebeu a visita do secretário municipal de Coordenação das Subprefeituras, Ricardo Teixeira, e do subprefeito da região João Carlos da Silva Martins.

Em clima de festa, o ambiente foi sendo ocupado por pessoas que passavam pelo local. Situado em frente à sede do Secovi-SP, o projeto do 20º parklet da cidade foi desenvolvido pela arquiteta Helena Camargo, que também é coordenadora-adjunta do grupo de Novos Empreendedores (NE) do Secovi-SP e estava presente na manhã ensolarada de visita ao espaço. “Fiquei muito satisfeita, porque o local está sendo usado pelas pessoas, que o consideram agradável. Atingimos o objetivo de tornar a cidade um pouco mais bonita, com simplicidade, e confortável”, disse.

O presidente do Secovi-SP, Claudio Bernardes, acompanhou o secretário Ricardo Teixeira e o subprefeito João Carlos Martins até o espaço de convivência, onde puderam conversar. “Como representantes do poder público, temos de criar condições para que os espaços urbanos sejam tomados pelos cidadãos, e os parklets são espaços que estimulam a ocupação amistosa, aproximando as pessoas. E sempre tivemos o apoio do Secovi-SP nesse projeto”, ressaltou Teixeira.

Martins tem opinião semelhante à do secretário: “O prefeito Fernando Haddad incentiva muito a ocupação dos espaços públicos. Este equipamento é mais uma área de convivência para a cidade, cuja aceitação tem sido muito boa”.

Gentilezas Urbanas – Bernardes, que acompanhou de perto o desenvolvimento do projeto e a instalação do parklet em frente ao Sindicato, ressaltou que as cidades são para as pessoas e que segurança urbana se conquista com os cidadãos nas ruas. “Não construímos somente habitações. Nós construímos cidades e trabalhamos para integrar os espaços público e privado de maneira harmoniosa. Queremos o bom convívio social”, ressaltou.

Para o dirigente, instalar um parklet na frente do Secovi-SP é emblemático. “Vamos beneficiar o entorno e, mais do que isso, podemos incentivar as empresas que frequentam o Sindicato a repetirem a proposta do projeto. A nossa ideia é fazer com que isso se multiplique e as empresas instalem plataformas como essas onde elas operam", completou.

Roberta Bigucci, coordenadora de Projetos Especiais do Secovi-SP e do programa Gentilezas Urbanas do Sindicato, aproveitou para conhecer de perto o parklet, matou a sede em um dos bebedouros e sentou em um dos bancos para descansar e conversar um pouquinho com os colegas dos Novos Empreendedores. “Não são necessários grandes investimentos financeiros para criar espaços agradáveis na cidade. Se cada um fizer a sua parte, com compromisso e dedicação, teremos uma São Paulo mais bonita e gentil. Afinal, gentileza gera gentileza.”

Origem - Criados em São Francisco, nos Estados Unidos, os parklets surgiram como forma de converter o espaço de estacionamento de automóvel na via pública em área recreativa temporária. Esse conceito inclui instalar áreas de lazer e de convívio entre as pessoas em espaços anteriormente ocupados por carros, bem como em áreas capazes de ativar determinadas ruas, bairros ou cidades “desocupadas”.

Em São Paulo, as primeiras versões dos espaços foram instaladas em meados de 2013, com o objetivo central de estimular a discussão dos conceitos de cidades para as pessoas e do uso do solo com equidade. A arquiteta Helena Camargo participou desde o princípio desse projeto inovador, que passou a fazer parte do Programa Gentilezas Urbanas do Secovi-SP, lançado no mesmo ano.

A tentativa de humanizar os espaços urbanos de São Paulo despertou a atenção da Secretaria Municipal de Coordenação das Subprefeituras, à época sob a responsbilidade de Chico Macena, e em abril de 2014, o prefeito Fernando Haddad assinou o Decreto 55.045 regulamentando a criação dos parklets na cidade.

“Reiventar os espaços públicos não é tarefa fácil e demanda coragem e entusiasmo”, atesta Bernardes.

Confira os endereços dos parklets já instalados:

Ipiranga: Rua Cisplatina, 31

Pinheiros:

Rua Isabel de Castela, 529
Rua Oscar Freire, 42
Rua Francisco Leitão, 282
Rua Aspicuelta, 547
Rua Aspicuelta, 524
Rua Aspicuelta, 644
Alameda Lorena, 1892
Rua Padre João Manoel, 47
Rua Fidalga, 245
Rua Harmonia, 305
Rua Vupabussu, 305
Rua Oscar Freire, 720
Rua Oscar Freire, 970
Rua Mateus Grou, 488

Sé: 

Rua Maria Antonia, 316
Rua Maria Antônia, 330

Vila Mariana:

Rua João Lourenço, 367
Rua Coronel Oscar Porto, a 15 metros da rua Abílio Soares
Rua Dr. Bacelar, 1.043 (em frente à sede do Secovi-SP)


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044