O Mercado de Trabalho
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - domingo, maio 20, 2018
Consulte nossos conteúdos
O Mercado de Trabalho
Conhece O Gestor de Facilidades?

(*) Mayb Ferreira

“A empresa requer objetivo profissional classificado nas áreas X, Y e Z: sua candidatura não poderá ser realizada na vaga abaixo, pois há incompatibilidade entre o nível e área em que a empresa cadastrou a vaga e a classificação dos níveis e áreas dos seus objetivos profissionais. Existem empresas anunciantes que não aceitam candidatos nessas condições.”

O texto acima foi extraído em um site de carreira e oportunidades profissionais, onde o recrutador especifica o perfil do candidato que julga necessário ao cargo de Gestor de Facilidades. Neste anúncio, apenas um tipo de formação é acolhido.

O conceito de formação deriva do latim formatio.  Trata-se da ação e do efeito de formar ou de se formar (dar forma e/ou constituir algo). Pode-se, então, perguntar: qual é o perfil desejado para o Gestor de Facilidades?

Apesar das diversas disciplinas envolvidas na rotina da administração de facilidades, a área e o profissional, devem possuir uma gama de conhecimentos que serão estratégicos no seu dia a dia.

Será a pessoa com vocação para lidar com as pessoas?!

Deverá ter habilidades humana e tecnológica?!

Seu público é variado e inconsistente, esta profissão exige jogo de cintura, pois deverá prioritariamente zelar e pôr em prática as normas, os procedimentos da empresa e a legislação vigente, portanto a principal competência desse profissional, sem dúvida nenhuma é a humana.

E para completar seu perfil, o gestor de facilidades deverá possuir mais duas habilidades: a técnica e a conceitual.

A combinação destas habilidades é imprescindível ao Gestor de Facilidades, pois o torna um profissional apto a entender as demandas e tomar decisões.

Em cada organização o Gestor de Facilidades soluciona problemas, dimensiona recursos, planeja sua aplicação, desenvolve estratégias, efetua diagnóstico de situações, para tomar a decisão mais apropriada possível.

O gestor de facilidades não deverá ser analisado e prejulgado, apenas, por sua formação acadêmica, e conhecimento tecnológico, mas principalmente, por seu modo de agir, suas atitudes, personalidade, filosofia de trabalho e experiência profissional.

Especialista ou Generalista?

Simplesmente ponderando, notamos que a junção dos dois perfis é o que mais se encaixa no Gestor de Facilidades, pois no desenvolvimento de suas tarefas atua com máquinas, equipamentos, construções, lidando também com status, ego e vaidade, somados a habilidade sistêmica para planejar e administrar.

Sendo a administração de facilidades a área responsável pela imagem corporativa, projetos específicos para atendimento legal e todas as atividades indiretas que alavancam o posicionamento estratégico das empresas, o Facilities Manager deverá ser o profissional generalista na arte do pensar e especialista na ciência do agir.

(*) Mayb Ferreira é Diretora de Facilities Management da WGPS Property Management - Mayb.ferreira@wgps.com.br

COMENTÁRIOS de usuários do site


Gessé - Postou em 23/03/2015
SP - SP | gessecamargo@interfacefm.com.br

Parabens, Mayb. acrescento aos seus criterios, um bom FM dever ser recrutado por quem conheça atividade. abs.



PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044