Nova sede do Clube Curitibano
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - quinta-feira, dezembro 14, 2017
Consulte nossos conteúdos
Nova sede do Clube Curitibano
Projeto da Arqbox se destaca pela tecnologia, eco-eficiência e flexibilidade dos espaços

Com um projeto contemporâneo e com tecnologia aplicada para eco-eficiência em todas as etapas de produção, a nova sede do Clube Curitibano criada pela Arqbox possui a versatilidade como um dos pontos fortes. Em concurso fechado promovido pelo Clube entre escritórios de arquitetura de Curitiba, a equipe liderada por Jacksson Depoli e Michelle Schneider, que já possui projetos relevantes em seu portfólio como o Parque Costaneira do Paraguai e o Museu da Ciência e Tecnologia da FIEP-PR, se sobressaiu às demais visto que foi escolhida por unanimidade pela comissão julgadora e mais de 60% dos votos dos sócios.

O projeto para a nova sede do Clube Curitibano, buscou o melhor uso do espaço existente para os sócios. A proposta previu a plena convivência de famílias e amigos em amplos espaços de lazer, cultura e esporte. “Mesmo Com as limitações de construção no terreno e de condicionantes, como o bosque de araucárias, aproveitamos os espaços tornando-os flexíveis em seu uso. A entrada principal é margeada pelo bosque de araucárias, onde fica uma possível área de atividades ao ar de livre e de lazer infantil”, comenta Jacksson.

VERSATILIDADE E ECO-EFICIÊNCIA

O início das obras está previsto para 2015, e será realizado em três etapas. O programa maior que contempla áreas sociais, setor de piscinas, estacionamento, restaurante, academia e quadra de futebol, foi proposto para a primeira etapa. A segunda fase prevê a cobertura da quadra de futebol e implantação das demais áreas esportivas, como quadras de vôlei de praia e quadras poliesportivas. Na terceira e última etapa, serão construídos o clube de tiro e o centro de estética, além da ampliação do estacionamento. Um dos maiores desafios foi encontrar uma solução dentro dos parâmetros construtivos do terreno e que atendesse o extenso programa de necessidades do Clube Curitibano. “Criamos um equilíbrio entre estes dois pontos e, como resultado, temos um edifício que interfere o mínimo em seu entorno e, ao mesmo tempo, comporta todo o programa e aspirações para a nova sede”, esclarece Michelle.

Além disso, o edifício mostra a colaboração entre sistema de construção local que possibilita redução de custos e rapidez da execução, e estratégias de conforto ambiental, com destaque para o uso de fachadas ventiladas que permitem a plena circulação do ar na maioria dos ambientes internos.

O total da área construída será de 22.036,00 m² ao fim das três etapas, em um terreno de 12.650,60 m² de área.

ECONOMICAMENTE VIÁVEL, ECOLOGICAMENTE EFICIENTE


O baixo custo do metro quadrado é possível utilizando-se a estrutura correta, no caso o concreto pré-fabricado. Além disso, foram escolhidas tecnologias que se pagam ao longo do tempo, tanto pela economia de manutenção quanto pelo ganho energético. Assim como, a flexibilidade dos espaços permite que atendam diferentes tipos de usos, fazendo com que tenham uma ocupação contínua.

As soluções de conforto ambiental se originaram logo na concepção inicial do projeto, avaliadas por meio do software Ecotech. Foram previstos sistemas e dispositivos para o amplo aproveitamento da ventilação natural, para proteção da insolação excessiva e para o controle climático de temperatura e de umidade. No pavimento térreo, uma extensa área de sombreamento com circulação cruzada garante a climatização. A ventilação natural nos outros pavimentos é proporcionada pela fachada ventilada com microperfurações, tecnologia com melhor custo-benefício do mercado. A fachada ventilada é composta por duas camadas: a interna de alumínio com esquadria máximo-ar e vidro incolor e a externa composta por uma membrana têxtil microperfurada, na cor branco gelo.

A proposta de construção com sistema moldado in loco é uma estratégia de eco-eficiência. Além disso, a implantação de sistemas de captação e reuso de águas pluviais, a racionalização dos sistemas de infraestrutura predial e a utilização de sistema de captação solar com placas fotovoltaicas contribuem positivamente para o processo de certificação AQUA – Alta Qualidade Ambiental, promovido pela Fundação Vanzolini e Inmetro.


PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2017 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044