Casa sustent��vel brasileira rumo a Madrid
PUBLICIDADE
Portal Revista Infra - sábado, novembro 17, 2018
Consulte nossos conteúdos
Casa sustentável brasileira rumo a Madrid
Ekó House participa de competição internacional de moradias autossuficientes em energia
Em setembro deste ano acontece a Solar Decathlon Europe 2012 (SDE'12), competição em que universidades de todo o mundo desenvolvem e constroem moradias autossuficientes em energia.

Nesta edição, o Brasil terá a Ekó House como sua representante. Ela é resultado do trabalho conjunto de professores e alunos da USP, Unicamp e federais de Santa Catarina, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul, com o apoio da Fundação para a Pesquisa em Arquitetura e Ambiente (Fupam). O projeto brasileiro disputará com outras 19 equipes de outros 12 países.

A casa, que é projetada para abrigar um casal, conta com aproximadamente 50 metros quadrados divididos entre cozinha, banheiro, espaço para refeições, sala de estar, dormitório e área de serviço externa. A estrutura é composta por madeira maciça e chapas de partículas orientadas (OSB). "Chegamos ao objetivo que tínhamos em mente no início. A facilidade da montagem e desmontagem, sem interferir nos sistemas que tornam a residência autossustentável", explica Claudia Oliveira, coordenadora de produção do protótipo da casa, professora da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP.

O espaço possui painéis fotovoltaicos no telhado para gerar energia elétrica, além de utilizar a própria radiação proveniente do Sol para aquecer água. O banheiro utiliza um vaso sanitário seco, que realiza a compostagem dos resíduos de maneira eficiente, enquanto o mobiliário da cozinha foi desenvolvido para maximizar a separação do lixo. Nas paredes e nas lajes de cobertura e de piso foram utilizados painéis de tipo sanduíche, criando um isolamento que garante o conforto térmico.

Outros destaques da casa são: a varanda dimensionada para controlar as trocas de calor, com grandes aberturas para otimizar a utilização da luz natural, a separação de águas negras e cinzas posteriormente tratadas e reutilizadas e o sistema de automação. "A automação é uma exigência do evento. Tem como princípio a redução do consumo de energia, ajudando o usuário a tomar decisões. Ele vai saber, por exemplo, quanto a casa gera de energia e quanto ela consome. Mediante essa constatação, começa a tomar outras decisões e a racionalizar o consumo de eletricidade", completa Oliveira.

O projeto teve início no segundo semestre de 2010 e contou com investimentos de R$ 1,5 milhão, além de materiais e equipamentos fornecidos por empresas, como a Eletrobrás.

A coordenação geral é da USP e foi feita pelo vice-reitor de relações internacionais, o professor Adnei Melges de Andrade. A casa foi toda desmontada e levada a Madrid, onde deve ser remontada entre 31 de agosto e 12 de setembro, para estar pronta para a Solar Decathlon Europe, que acontece entre 13 e 27 de setembro.

PUBLICIDADE

LÍDERES DE AUDIÊNCIA

Conteúdos que historicamente tiveram um grande número de visualizações. Confira abaixo alguns deles.

EDITORIAS DE MERCADO

Os conteúdos líderes de audiência que foram publicados em nossas revistas impressas ao longo da história da revista

CONGRESSO INFRA

Acesse o site de eventos e saiba mais sobre os próximos encontros da Revista Infra em todo o Brasil.

INFRA IMAGENS

Acesse o Infra Imagens - Nosso canal de imagens no Flickr com fotos dos nossos mais recentes eventos em todo o Brasil.
COPYRIGHT © 2003-2018 TALEN EDITORA
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Avenida jabaquara, 99 3. andar - Cj. 35 - Mirandópolis
Cep 04045-000 São Paulo/SP - Tel. 11 5582.3044