Menos US$ 79 mi em energia em 20 anos

Campus da Universidade do Havaí pretende ser primeiro dos EUA com 100% de energia renovável; upgrades de eficiência energética também reduzirão os pedidos de manutenção em US$ 20 milhões

A Universidade do Havaí (UH) anunciou que seu campus em Maui College estará em breve entre os primeiros do país a gerar 100% de sua energia a partir de sistemas solares fotovoltaicos (PV) no local, juntamente com o armazenamento de baterias. O projeto faz parte de uma parceria com a Johnson Controls e a Pacific Current, que também permitirá que quatro campi universitários da UH em O'ahu reduzam significativamente o consumo de combustível fóssil.

O novo sistema de armazenamento PV do campus Maui College será capaz de eliminar o uso de energia baseada em combustível fóssil quando estiver em operação em 2019. Em O'ahu, por meio da combinação de toldos de proteção solar, armazenamento de energia distribuída e medidas de eficiência energética, Leeward Community College, Honolulu Community College, Kapi'olani Community College e Windward Community College reduzirão o uso de combustível fóssil para energia em 98%, 97%, 74% e 70%, respectivamente.

Em 2015, o Havaí tornou-se o primeiro estado dos Estados Unidos a assumir um compromisso sem precedentes para atingir 100% de energia renovável até 2045. Simultaneamente, a Universidade do Havaí e a Legislatura do Havaí estabeleceram uma meta coletiva para que o sistema universitário fosse Net Zero até 1º de janeiro de 2035, ou seja, o sistema produziria tanto energia renovável quanto consome em seus campi. Dos dez campi, o Maui College está pronto para ser o primeiro a suprir 100% de suas necessidades energéticas por meio de energia renovável.

A parceria entre a UH, a Johnson Controls e a Pacific Current é a segunda fase de um projeto plurianual de eficiência energética e energia renovável. Na primeira fase, as medidas de eficiência energética foram implementadas com sucesso no campus Maui College da UH e nos campi das faculdades comunitárias de O'ahu sob contratos de desempenho energético concedidos à Johnson Controls em 2010. A fase dois inclui atualizações adicionais de eficiência energética e a instalação de painéis solares fotovoltaicos acoplados com armazenamento de bateria, permitindo que os cinco campi utilizem a energia gerada por fontes renováveis, conforme necessário. Os sistemas de armazenamento PV serão desenvolvidos pela Johnson Controls e de propriedade da Pacific Current, sediada no Havaí. Os upgrades de eficiência energética também reduzirão os pedidos de manutenção nesses campi em aproximadamente US$ 20 milhões.

"Com a implementação da fase dois, esses cinco campi da UH reduzirão o consumo de energia fóssil em aproximadamente 14 GWh anualmente (45%) e adicionarão em torno de 13 GWh de geração de energia renovável", informa John Morton, vice-presidente das faculdades comunitárias da UH. "Estamos orgulhosos de mover todo o Sistema da Universidade do Havaí para mais perto de seu mandato de energia Net Zero, para celebrar as conquistas da Maui College e posicionar os campi das faculdades comunitárias de O'ahu ao alcance de 100% de geração de energia renovável".

Após a implementação bem-sucedida das medidas de conservação de energia nos campi durante a primeira fase, a segunda fase elevará a capacidade total no local a 2,8 MW de energia solar fotovoltaica e 13,2 MWh de armazenamento de energia distribuída na UH Maui College, além de 7,7 MW de energia solar fotovoltaica e 28,6 MWh de armazenamento de energia distribuída por bateria para os campi de O'Hu das Community Colleges da UH.

"Os líderes do Havaí definiram o exemplo nacional de sustentabilidade e padrões de energia renovável com o mandato Net Zero até 2035 para a UH e estamos orgulhosos de fazer parceria com a universidade para ajudá-la a alcançar esse compromisso e ter o objetivo de tornar a UH Maui College o primeiro campus dos EUA a gerar e armazenar 100% de energia renovável no local, 16 anos antes do previsto", comenta Rod Rushing, presidente da Johnson Controls Building Solutions da América do Norte. As melhorias de energia e infraestrutura nos cinco campi da UH envolvidos no projeto estão programadas para serem concluídas até o segundo trimestre de 2019.

Fundada em 1907 e totalmente credenciada pela Associação Ocidental de Escolas e Faculdades, a Universidade do Havaí inclui 10 campi e dezenas de centros educacionais, de treinamento e pesquisa em todo o estado. Como o único sistema público de ensino superior no Havaí, a UH oferece uma série de cursos de graduação, pós-graduação, profissionalizantes e programas comunitários. A UH inscreve mais de 49 mil estudantes do Havaí, da parte continental dos EUA e de todo o mundo.

Fotos: Divulgação Universidade do Havaí